Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Lobito não é uma cidade qualquer

Lobito e a sua história - compilação



Sexta-feira, 08.06.12

KAMUTANGRES - post de Zina Gonzaga em FB - Lobito100

 

 

KAMUTANGRES - post de Zina Gonzaga em FB - Lobito100

 

 

Zina Gonzaga Não sendo oficial e sim de tradição oral que fui escutando dos mais velhos, me ficou o seguinte registo que este debate fez aflorar...

O "cognome" Camutangre ou Kamutangre surgiu nos primórdios da fundação da CANATA, e era dado aqueles que lá nasciam e se destacavam dos outros...não eram portanto todos chamados assim... Muito embora sem saber ler nem escrever ou falar línguas estrangeiras, os Kamutangres eram possuidores de desenvoltura e conhecimentos da sabedoria popular, que lhes permitia representar, aconselhar e tratar dos interesses dos seus conterrâneos ...digamos eram os "procuradores" daquela comunidade na época...eram eles que registavam os acontecimentos quer de nascimentos, casamentos ou mortes, servindo-se do sistema solar, lunar e ou do tempo quente ou frio... Camutrangres eram todos aqueles que aprendiam com grande facilidade o inglês, espanhol e outras línguas estrangeiras e conseguiam lidar com os tripulantes dos navios que atracavam no porto naquela altura. Por sua curiosidade e porque eram indivíduos muito interessados e sedentos de aprender se arriscavam a ler e a escrever com grande facilidade, assim se distinguiam dos outros da comunidade e ganhavam o apelido de Camutangre que ostentavam com muito orgulho... Hoje em dia talvez pelo significado de intelecção que a palavra inspira passou a servir para todos os naturais do Lobito...

 

Os Camutangres daquela época, embora não soubessem ler e escrever o português muitos deles sabiam ler e escrever o UMBUNDO, sua língua materna que aprendiam nas missões... é importante saber isso...na minha opinião.

Cabeça de Pungo era dado aos pescadores que naquela época pescavam artesanalmente peixes de grande peso e vendiam aos tripulantes dos navios.... Camondongo Capitalista, era assim que no Lobito se brincava com os naturais de Luanda, pela sua esperteza de se esquivar disto ou daquilo... e jeito de driblar ao contar estórias e vivências de Luanda... O nome diz tudo... Camondongo, pequeno rato... está em todas e muito dificilmente cai na ratoeira. Não sei se satisfaz este meu conhecimento que de tantas vezes ouvir contar ficou gravado. Haverá de certo outras opiniões que espero venham a enriquecer a minha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sao pernadas às 13:29


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

2016

2012